Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Círculo do Graal

Em cada povo, em cada ser humano, tem de existir, primeiro, a base para a receção dos elevados reconhecimentos de Deus, que se encontram na doutrina de Cristo.

Círculo do Graal

Em cada povo, em cada ser humano, tem de existir, primeiro, a base para a receção dos elevados reconhecimentos de Deus, que se encontram na doutrina de Cristo.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

26
Jun10

O Matrimónio

Círculo do Graal

Dissertação para leitura no próximo domingo (9.00 h - 10.00 h, hora de Lisboa).

A dissertação pode ser lida integralmente via internet, ao fazer download da obra.

 

Mateus, 19-5,6

  “E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim, não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou, não o separe o homem.”

 Jesus

 

Matrimónios são contraídos no céu! Esta frase muitas vezes é proferida com raiva e acrimônia pelos casados. Mas também é dita com hipocrisia pelos que mais afastados se acham do céu. O resultado natural é que a respeito dessa frase, apenas encolhem-se os ombros, ri-se, fazem-se troças e até mesmo escarnece-se. Isto torna-se compreensível em vista dos muitos matrimónios, que uma pessoa chega a conhecer no percorrer dos anos em seu ambiente mais próximo ou afastado. Os motejadores têm razão. Só que seria melhor não motejar sobre essa expressão, mas sobre os próprios matrimónios! São estes que em sua maioria merecem não apenas motejo e escárnio mas até desprezo. Os matrimónios, conforme se apresentam hoje bem como desde há séculos, solapam a verdade da citada frase não permitindo que alguém acredite nela.

(...) 

O corpo, assim como a alma, tem de ser algo precioso, portanto intocável, que não se põe à vista como engodo. E, por isso, na terra, também a esse respeito, o corpo não é separável da alma. Ambos têm que ser, concomitantemente, estimados e resguardados como algo de intangível, se devam ter algum valor. Do contrário tornam-se em trajes que sujam, que apenas merecem ser atirados para um canto a fim de que barato passe às mãos do primeiro vendilhão que apareça.

(…)

 

Abdruschin

 

Excerto do Capítulo O Matrimónio, da obra “Mensagem do Graal” Na Luz da Verdade, volume II, de Abdruschin.

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar