Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Servos de Deus

por Círculo do Graal, em 01.11.14

Dissertação para leitura no próximo domingo (9.00 h – 10.00 h, TMG – Lisboa)

 

De modo completamente infundado, muitas pessoas têm suposto até agora que os servidores das igrejas, templos, aliás, de todas as práticas religiosas, devam ser considerados como servos de Deus.

Esse conceito foi semeado outrora, na época do início e do estabelecimento dos cultos de todas as espécies, pelos servos desses próprios cultos, que assim se empenharam em conseguir um prestígio que, pessoalmente, apenas de modo difícil poderiam ter conseguido. E ele foi conservado, sem que alguém tivesse aí procurado se tornar ciente de que nisso havia dano em vez de proveito para a humanidade e, o que é o principal, uma incompreensão em relação a Deus!

Uma pessoa que esteja com espírito desperto na Criação, que não se mantenha fechado ao subtil vibrar do sentimento intuitivo de sua alma, jamais conseguirá reconhecer como verdade, que se possa, realmente, servir ao grande e vivo Deus pelo exercício de cultos, pelo mendigar, a que os seres humanos chamam de “orar”, ou pelas mortificações! Com isso, no entanto, nada dais ao vosso Deus! Com isso, nada Lhe ofertais! Que pretendeis, aliás, com isso? Vós próprios não sabereis responder, quando estiverdes diante do trono do julgamento de Deus. Tereis que ficar calados, pois fizestes tudo isso apenas para vós! Para a vossa tranquilização íntima e para vosso enaltecimento, ou no desespero, na aflição.

 

Eu vos digo: somente aquele ser humano que estiver direito na Criação de seu Deus, reconhecendo-se como uma parte da Criação e vivendo de acordo, esse é o verdadeiro servo de Deus, pouco importando de que maneira ele trabalhe para o seu indispensável sustento terreno. Esforçar-se-á nisso sempre como parte da Criação a se adaptar também àquelas leis, que atuam na Criação beneficiadoramente. Dessa forma ele beneficia a própria Criação e serve assim ao seu Deus da única maneira certa, porque pela adaptação certa somente felicidade e alegria, bem como desenvolvimento progressivo, podem se originar!

Mas, para tanto, evidentemente, tem de aprender a conhecer a Criação.

Eis o que vos falta! Reconhecer a Vontade de Deus, que repousa na Criação e nela se efetiva contínua e automaticamente. Exatamente a esse respeito, porém, nunca vos ocupastes até agora de modo certo. Contudo, não acontece de maneira diferente com todos vós; é como se estivésseis dentro de uma gigantesca engrenagem, na qual deveríeis movimentar-vos, sem jamais poder alterá-la ou melhorá-la.

Mas se não estiverdes e não andardes direito nela, correreis perigo por toda a parte, tereis que vos chocar, podeis também cair e ser dilacerados. Exatamente como numa gigantesca casa de máquinas, onde inúmeras correias em contínuo movimento, perturbando a visão, deslizam entrelaçando-se, as quais ameaçam gravemente cada leigo, por toda a aparte, a cada passo, porém ao entendido somente servem e são úteis. Diferente não é com o ser humano na Criação.

 

Aprendei, finalmente, a conhecer direito essa engrenagem; podeis e deveis utilizá-la então para a vossa felicidade! Mas para isso tendes de ser antes aprendizes, como em todo lugar! E nisso também não faz exceção a maior de todas as obras, esta Criação; pelo contrário, é exatamente como nas obras humanas. Mesmo o automóvel só dá prazer ao entendido. A quem não sabe dirigi-lo, traz a morte!

Tendes, aliás, de modo palpável, milhares de exemplos diante de vós em coisas pequenas! Porque ainda não aprendestes com eles?

Tudo isso, pois, se reconhece de modo simples e natural! Mas exatamente nisso estais como que diante de um muro! Broncos, indiferentes, com uma teimosia que não é explicável. Contudo, finalmente diz respeito, justamente nisso, à nossa vida, a toda vossa existência!

Somente o próprio construtor pode explicar-vos um mecanismo, ou aquele a quem ele instruiu! Assim é aqui na Terra, e não diferentemente na Criação! Mas exatamente aí querem os seres humanos, que propriamente são apenas uma parte da Criação, saber por si tudo melhor do que o mestre, não querem qualquer instrução para a utilização da engrenagem, pelo contrário, eles mesmos querem ensinar as leis básicas, as quais procuram estabelecer apenas por observação superficial de bem fracas derivações daquilo que é grande, verdadeiro, para cujo pressentir sempre se mantiveram fechados; por isso, de saber, jamais se pode falar

Contudo, a possibilidade de um reconhecer já vos foi oferecida com todo amor pelo Filho de Deus, que procurou transmiti-la para vós em parábolas e imagens.

O conteúdo, porém, não foi reconhecido, mas sim muito desfigurado, obscurecido e torcido pelo querer saber melhor humano.

 

Agora vos é dada mais uma vez oportunidade de ver claramente as leis de Deus na Criação, para que os seres humanos possam tornar-se verdadeiros servos de Deus, de modo plenamente consciente, em alegra e jubilosa ação, conforme exige o verdadeiro serviço a Deus!

Alegria e felicidade podem existir em toda a Criação. Miséria e aflição, doença e crime, vós, seres humanos, sozinhos os criais, porque até hoje não quisestes reconhecer onde se encontra a incomensurável força que vos foi outorgada no caminho através de todos os mundos, que tendes de peregrinar para o desenvolvimento, por vosso próprio desejo.

Se sintonizar-vos direito, então a força vos trará, obrigatoriamente, luz do Sol e felicidade! Como sois hoje, porém, vos encontrais desamparados e minúsculos nessa imensa engrenagem, contudo sempre vos vangloriais, com as pomposas palavras, de vós mesmos e de vosso saber, até que finalmente tereis de cair devido a esses vossos erros, que só se originaram da ignorância e da má vontade de aprender.

Acordai finalmente! Tornai-vos primeiro aprendizes para receber o saber, pois do contrário jamais conseguireis algo.

Perante o Criador sois agora muito menos do que um inseto. Este cumpre fielmente a finalidade que tem por cumprir, ao passo que vós, como espírito humano, falhais! Falhais devido ao vosso vaidoso querer saber, que não é saber algum. As escolhas que erigistes, construídas sobre esse falso saber, são cadeias que vos mantêm firmemente acorrentados, que sufocam qualquer ascensão espiritual já na tentativa, porque vossos próprios mestres não podem segui-la!

 

Agradecei ao Senhor por vos tirar à força a possibilidade de continuação de uma existência tão vazia e somente prejudicial a tudo; do contrário, jamais poderíeis chegar no reconhecimento da indignidade que hoje vos circunda por toda a parte, fazendo-vos parecer ridículos na Criação inteira, como bonecos vazios e grotescamente enfeitados, que trazem em si espíritos adormecidos!

 

Abdruschin

 

Dissertação, “Servos de Deus”, da obra “Na Luz da Verdade - Mensagem do Graal”, volume III.

 

Leia a dissertação (Pág. 22) em formato PDF, sem custos, ao descarregar o livro.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Mensagens

Calendário

Novembro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30





Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Favoritos