Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Dissertação para leitura no próximo domingo (9.00 h – 10.00 h, TMG – Lisboa)

Juízo Final! Todas as promessas a isso ligadas anunciam a ressurreição de todos os mortos para o Juízo Final. No sentido de tal expressão mais uma vez os seres humanos incluíram um erro, pois isto não deve significar: ressurreição de todos os mortos, e sim ressurreição de tudo quanto é morto! Isto é: vivificação de tudo quanto se acha sem movimento na Criação, para que se torne vivo para o julgamento de Deus e assim em sua atividade ser elevado ou exterminado!

 

Nada permanece imóvel agora, pois a força viva que agora flui fortalecida através de toda a Criação impele, pressiona e obriga tudo à movimentação. Dessa forma é fortalecido também o que até então repousava ou dormia. É despertado, fortificado e tem assim que agir, sendo em atividade redespertada praticamente arrastado para a Luz, mesmo que quisesse se esconder. Pode se dizer também que vem à Luz e tem de se mostrar, não podendo mais continuar dormindo, onde quer que se encontre. Empregando palavras populares: vem à tona.

 

Tudo se torna vida e atividade nesta Criação inteira, mediante a nova penetração da Luz! A Luz atrai com isso poderosamente… com ou sem a vontade do que está latente na Criação ou talvez até escondido, e que chega finalmente em contacto com essa Luz, não podendo escapar dela nem que tenha as asas da aurora, e lugar nenhum da Criação inteira pode dar-lhe proteção. Nada permanece sem ser iluminado.

 

Na movimentação decorrente dessa atração, porém, terá que se destroçar e queimar nessa Luz aquilo que não suportar a irradiação, aquilo que, portanto, em si próprio já não aspirar mais por essa Luz. O que estiver sintonizado à Luz. Porém, florescerá e se fortalecerá na pureza de seu querer!

 

Assim sucederá também com todas as qualidades das almas desses seres humanos terrenos. O que até então parecia repousar morto, o que dormia, sem o conhecimento muitas vezes da própria pessoa, será sob essa força despertado e fortalecido, transformar-se-á em pensamentos e em ações, de modo a, segundo sua maneira de atuar, julgar-se em face da Luz! Ponderai, tudo o que estiver latente em vós será vivificado! Nisso se encontra a ressurreição de tudo quanto é morto! Juízo vivo! Juízo Final!

 

Com isso tendes de solucionar tudo em vós mesmos, tendes de purificar-vos, ou desaparecereis com o mal, caso se torne predominante em vós. Então ele vos segurará, caindo sobre vossas cabeças, escumando fragorosamente, para vos arrastar consigo ao abismo da decomposição, pois ele não poderá subsistir sob o esplendor da força Divina!

Dei-vos, pois, a Palavra, que mostra o caminho, que no despertar desta Criação vos leva seguramente às alturas luminosas que não vos deixará cair, aconteça o que acontecer e o que surgir dentro de vós! Se tiverdes o olhar voltado para a Luz, com fiel convicção, se tiverdes compreendido direito a minha Palavra, se ativerdes acolhido em vossas almas, então escalareis tranquilamente rumo às alturas, saindo do caos purificados deveras, livres de tudo quanto outrora vos podia estorvar a entrada no Paraíso.

 

Por isso velai e orai, para que não deixeis vossa clara visão turvar-se pela vaidade e pela presunção, que são as piores armadilhas para estes seres humanos terrenos! Acautelai-vos! Conforme tiverdes preparado o terreno dentro de vós, assim acontecerá para vós na purificação da Criação!

 

Abdruschin

                        

Dissertação, “Tudo quanto é morto na Criação deve ser despertado para que se julgue”, da obra “Na Luz da Verdade - Mensagem do Graal”, volume I.

Esta dissertação (Pág. 183) pode ser lida em formato PDF, ao descarregar o livro.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Mensagens

Calendário

Março 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31





Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Favoritos