Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Submissão

por Círculo do Graal, em 09.03.13

Dissertação para leitura no próximo domingo (9.00 h – 10.00 h, TMG – Lisboa)

“Seja feita a Tua Vontade!” Pessoas que creem em Deus pronunciam estas palavras com submissão! Vibra sempre, porém, uma certa melancolia em suas vozes ou transparece em seus pensamentos e em seus sentimentos intuitivos. Tais palavras são empregadas quase que exclusivamente onde um sofrimento inevitável se alojou. Lá onde o ser humano reconhece que nada mais pode fazer contra.

Então, se ele crê, fala numa inativa submissão: “Seja feita a Tua Vontade!”

 

Não é porém humildade que o faz falar assim, mas essas palavras devem proporcionar-lhe tranquilidade em relação a uma coisa onde ele próprio não tem mais possibilidade de fazer algo.

Esta é a origem da submissão que o ser humano em tal caso exprime. Fosse-lhe concedido, contudo, a menor possibilidade de uma alteração nisso, ele não perguntaria qual a Vontade de Deus, e seu devotamento resignado mudaria logo para a seguinte forma: Seja feita a minha vontade!

Assim é o ser humano!

 

“Senhor, faze comigo como quiseres!” e idênticas cantigas se ouvem muitas vezes durante os enterros. No seu íntimo traz, porém, cada ser humano enlutado a inabalável vontade: “Se me fosse dado mudar isto, imediatamente o faria!”

A submissão humana nunca é legítima. No âmago da alma humana jaz ancorado o contrário disso. Uma revolta contra o destino que lhe vem ao encontro, e é exatamente essa revolta que a faz sofrer, que a “oprime” e curva.

 

O que há de doentio nisso é o emprego erróneo do sentido destas palavras: “Seja feita a Tua Vontade!” Elas não pertencem ao lugar em que os seres humanos e as igrejas as utilizam.

A Vontade de Deus reside nas leis da Criação! Portanto, sempre que o ser humano diz: “Seja feita a Tua Vontade!” Isso equivale à afirmativa: “Quero prezar e seguir Tuas leis na Criação!” Prezar quer dizer considerar; levar em consideração estipula, porém, viver em conformidade! Só assim pode o ser humano prezar a Vontade de Deus!

Todavia, se ele a considera, se ele quer viver segundo ela, tem antes de mais nada que conhecê-la também!

Mas é exatamente neste ponto que a humanidade terrena pecou da maneira mais tremenda! A criatura humana até agora jamais se importou com as leis Divinas da Criação! Isto é, não se importou com a sagrada vontade de Deus. Entretanto, nunca cessa de repetir sempre de novo: “Seja feita a Tua Vontade!”

[…]

Assim já fervilha tudo hoje sob a pressão da Luz em todos os países e por toda a parte. Cada miséria aumenta até chegar ao desespero, ficando finalmente apenas a desesperança, com a consciência de que os que queriam salvar apenas tinham palavras ocas ao lado de desejos egoísticos, mas não estavam capacitados a trazer auxílio algum! Guerreiros espirituais passam tonitruantes por cima de todas as cabeças, vibrando golpes agudos onde uma cabeça não se queira curvar.

Só então se constituirá terreno adequado para implorar o auxílio de Deus! Depois de crimes, incêndios, fome, epidemias e mortes, depois do reconhecimento da própria incapacidade. Começa então a grande obra construtiva.

Livres devem então se tornar os alquebrados, livres da opressão das trevas! Mas deverão ficar também livres dentro de si mesmos! Mas unicamente sozinho, cada um poderá tornar-se livre dentro de si mesmo. Para tanto, precisa saber o que significa a liberdade, o que ela é.

 

Livre só é o ser humano que vive nas leis de Deus! Assim, e não diferentemente, ele se encontra sem pressões nem restrições nesta Criação. Tudo o auxiliará então, em vez de lhe obstruir o caminho. Tudo o servirá, porque ele de tudo se utilizará de modo certo.

Na realidade, as leis de Deus na Criação são tudo quanto necessita cada ser humano para uma vida sadia e alegre na Criação. Equivalem à nutrição para o seu bem-estar! Somente quem conhece a Vontade de Deus e vive de acordo com ela é verdadeiramente livre! Qualquer outro tem de se atar nos muitos fios das leis desta Criação, uma vez que ele mesmo se emaranhou neles.

 

A Criação originou-se da Vontade de Deus, em Suas leis. Atuando conjuntamente, descem cada vez mais profundamente esses fios das leis e forçam por toda a parte movimentação para o desenvolvimento, ramificam-se necessariamente nesse desenvolvimento, cada vez mais, enquanto ao redor dos fios, na movimentação progressiva, formam-se continuamente novas Criações! Deste modo as leis dão simultaneamente apoio, possibilidade de vivência e progressiva ampliação à Criação.

Nada existe sem essa Vontade de Deus, a qual, unicamente, gera o movimento. Tudo na Criação se orienta por ela.

Somente o espírito humano não se ajustou nesses fios! Emaranhou-os, e com isso a si mesmo, porque queria seguir novos caminhos segundo sua vontade, desdenhando os já prontos e existentes.

 

A intensificação da Luz ocasiona agora uma alteração. Os fios de todas as leis Divinas da Criação carregam-se de forças aumentadas, de maneira que se esticam poderosamente. Devido a essa incrível tensão, eles ricocheteiam à sua posição original. Assim se desenreda todo o emaranhado e todos os nós de maneira súbita e irresistível, que simplesmente destrói tudo o que não é mais capaz de se ajustar na posição certa na Criação!

Seja lá o que for, plantas ou animais, montanhas, rios, países, estados ou seres humanos, ruirá tudo aquilo que não se mostrar no último momento como legítimo e de acordo com a Vontade de Deus!

 

Abdruschin

                        

Excerto da Dissertação, “Submissão”, da obra “Na Luz da Verdade - Mensagem do Graal”, volume I.

Esta dissertação (Pág. 167) pode ser lida em formato PDF, ao descarregar o livro.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Mensagens

Calendário

Março 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31





Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Favoritos